thumb buritis

Em caminhada, moradores do Recanto dos Buritis pedem paz

Na comunidade, o clima é de medo e insegurança

Na comunidade, o clima é de insegurança. Duas mortes foram registradas há poucos dias. O último assassinato vitimou Alcilene Domingos, de 27 anos de idade.

O crime aconteceu na frente do marido e dos quatro filhos da mulher. Na manhã desta quinta-feira, 26, eles participaram de uma caminhada pela paz.  Junto com pais e alunos da escola municipal Maria Izaliz  Correia.

Com cartazes e bandeiras brancas, a passeata percorreu as principais ruas do bairro. “Trabalhamos com as crianças atitudes, valores, união e paciência com o próximo para fazer esta caminhada”, disse Leila da Silva, diretora da escola.

O secretário municipal de educação também participou do evento. “Isso é uma reação da comunidade para poder estar plantando no presente a semente da paz para que possa construir uma sociedade menos violenta”, argumentou Márcio Batista.

O mento mais emocionante da caminhada foi a parada em frente à casa onde vivia Alcilene. Abraçados no local onde a mulher levou o tiro na cabeça, Cláudio Balduino não segurou as lágrimas.

“Não era para ter gerado este assassinato aqui no bairro Recanto dos Buritis. Já estão acontecendo muitos. A gente quer paz, muita paz”, finalizou.

Deixe uma resposta