thumb cruzeirodosulruas

Em Cruzeiro do Sul, mobilidade urbana é discutida em seminário

Autoridades e representantes de bairros participaram do evento

Com o objetivo de discutir sobre os  problemas relacionados à mobilidade urbana em Cruzeiro do Sul, foi realizado na sexta-feira (22) um seminário sobre o tema no município. O evento foi realizado no auditório do Ministério Público, promovido pela comissão de mobilidade urbana da Câmara de Vereadores. Participaram do evento os diversos setores da sociedade, entre empresários do transporte coletivo, mototaxistas, taxistas, estudantes, presidentes de bairros, e sociedade em geral.

As rampas de acesso estão entre as principais dificuldades, para os cadeirantes.  Segundo Amarízio da Silva Lopes o problema se apresenta  principalmente em locais públicos.

O tema, pouco falado no Acre, passou a ser debatido com muita frequência, principalmente com o crescimento das cidades onde, há pouco tempo, era possível se deslocar com certa facilidade e em um curto espaço de tempo. O palestrante Ricardo Torres considera que a mobilidade urbana é promovida através de uma conversa conjunta entre poder público e comunidade.

Cidades com mais de 500 mil habitantes foram obrigadas a elaborar um plano de transporte urbano integrado compatível com o plano diretor. Em 2012, foi sancionada a Lei 12.587 que instituiu as diretrizes da política nacional de mobilidade urbana e determinou que os municípios, com mais de 20 mil habitantes, teriam três anos para elaborar seus planos, sob pena de não receber mais recursos federais destinados à mobilidade.

A prefeitura de Cruzeiro do Sul deve iniciar uma pesquisa de deslocamento para  apontar soluções rápidas, sobretudo no incentivo ao uso do transporte coletivo.

Deixe uma resposta