220419-cotidiano-mortesubita

Empresário sofre ataque cardíaco enquanto praticava esporte

Cardiologista tira dúvidas sobre a morte súbita

O empresário Alex Sander, 50 anos, mais conhecido como “Dinho”, sofreu um ataque cardíaco nesse domingo (21) enquanto praticava o esporte que era apaixonado, o motocross.

“O Dinho era um cara de personalidade forte, sempre esbanjava saúde, um cara que treinava, cuidava da família, o único vício que ele tinha era o esporte, o Motocross, ele era apaixonado por isso”, disse o mototaxista, Carlos Hebraico.

Alex Sander participava de um treino em uma pista de Motocross quando na segunda volta parou a moto em um barranco. Segundo testemunhas, ele apoiou a cabeça no guidão e não resistiu. Foram os amigos que prestaram os primeiros atendimentos e levaram Alex para o Pronto Socorro de Rio Branco.

O ataque foi fulminante e os médicos não conseguiram resposta com a reanimação cardiopulmonar.

O cardiologista, Dr. Thiago Santos, falou sobre o assunto. Ele define a morte súbita como uma verdadeira fatalidade.

Casos como o do empresário Alex não são raros e dificilmente podem ser evitados. As consultas regulares são um tipo de prevenção e por mais que os exames não acusem nenhum tipo de problema, ajuda a controlar os fatores de risco. Mas em muitas situações, o primeiro sintoma da doença já é a morte súbita.

“Normalmente a morte súbita acontece em pacientes que não sentem absolutamente nada, são assintomáticos, hígidos. O que é mais grave, é que às vezes o paciente já tinha uma doença cardíaca que não sentia nenhum sintoma e o primeiro sintoma que apareceu foi a parada cardíaca, por isso é importante a avaliação, mesmo sem ter sintomas, para poder identificar algum fator desse tipo”, declarou o Cardiologista, Dr. Thiago Santos.

De acordo com o cardiologista, é muito importante que as pessoas saibam fazer uma massagem cardíaca, pois através desse procedimento é possível salvar uma vida. “O mais importante num quadro de morte súbita é identificar que o paciente que perdeu a consciência pode estar em parada cardíaca. Identificou alguém que está desmaiado, a primeira coisa é identificar se a pessoa responde ou não, se a pessoa não responder, ela provavelmente está em uma parada cardíaca e imediatamente iniciar a massagem”.

Ele ensina como deve ser feito o procedimento, “para fazer a massagem você deve estar numa região mais alta do que o paciente, você vai apertar na região entre os mamilos e com as mãos juntas você deve comprimir o tórax da pessoa. Você deve manter esse movimento numa frequência de 100 movimentos por minutos, esse é o movimento adequado que pode salvar a vida de uma pessoa”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*