Banner-1308-cotidiano-br364

Empresários devem cobrar medidas do ministro Passos

Rio Madeira já está próximo à estrada

A agenda que o ministro Paulo Passos mantém no Acre no dia 16 vai ser estratégica para que representantes do setor privado façam cobranças em relação a não realização das obras de infraestrutura na BR-364.

Por articulação do gabinete do senador Jorge Viana, a Fecomercio vai manter encontro com Passos na sede da Federação do Comércio, em Rio Branco. O ministro chegará de Rondônia onde inaugura a ponte do Madeira ligando Rondônia ao Amazonas.

Os empresários do Acre temem que, por inoperância do Dnit (órgão do Ministério dos Transportes responsável pela execução de obras de infraestrutura no país) novo isolamento aconteça com o reinício das chuvas.

Os empresários do segmento de combustíveis do Acre foram participar de um encontro do setor em Porto Velho e também ficaram impressionados com o atraso das obras e com a possibilidade real de o problema do isolamento de repetir.

“Se ocorrer aquela intensidade de chuva novamente, com certeza a BR vai nos isolar novamente”, comentou o presidente do Sindepac, Delano Lima.

“O que está nos deixando preocupados é a elevação da estrada. Nem é a reparação da estrada, mas os 30 quilômetros que foram invadidos pela água e que precisam ser elevados”, o presidente da Associação Comercial, Jurilande Aragão.

O que os empresários defendem é a elevação do nível da estrada em, pelo menos, 2 metros. Por precaução, uma missão de 18 empresários e executivos do Acre foram ao Peru participar da edição 2014 da Expo-alimentaria, realizada em Lima.

“O grupo não concluiu nenhum negócio, mas ganhou em articulação”, afirmou o presidente da Acisa, Jurilande Aragão, um dos representantes do setor privado no encontro. “Quando precisarmos, as possibilidades de ter maior agilidade aumentam”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*