2208-cotidiano-expoalimentaria

Empresários se preparam para novo isolamento

 

Feira no Peru passa a ser estratégica para estoque

 

No domingo, dezoito empresários do Acre partem para Lima, capital peruana. O grupo está temeroso de que ocorra novo isolamento causado pelo período de inverno e aproveitam a Feira Expo-alimentaria 2014 para concluir negociações no comércio de gêneros alimentícios básicos.

 

A feira acontece em Lima e é um dos maiores eventos do segmento “alimentação” da América do Sul. Grandes redes supermercadistas brasileiras participam da Expo-alimentaria.

 

Nesta sexta-feira, ocorreu uma reunião na sede da superintendência regional do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transporte (Dnit). O clima entre alguns empresários e representantes classistas do setor privado era de pessimismo em relação às obras da BR-364 no trecho que as águas do Madeira isolaram o Acre.

 

“Não adianta asfaltar e transformar a estrada em um tapete”, observava um empresário. “Tem que elevar o nível da estrada em, pelo menos, dois metros. Se chover metade do que choveu no início do ano, vai haver novo isolamento”.

 

Pessoas que transitam pela estrada no trecho do isolamento são categóricas: “a água não está tão longe da estrada”, relatam.

 

Essa situação está trazendo insegurança ao setor privado. A ida ao Peru para concluir negócios da Feira Expo-alimentaria 2014 é demonstração prática dessa insegurança. Em anos anteriores, a participação acriana no evento tinha é espírito de “consolidar a relação comercial”. Em 2014, a preocupação é evitar os problemas do isolamento.

 

Deixe uma resposta