17-06-20 Sinal Vermelho

Empresas acreanas apoiam “Campanha Sinal Vermelho”

Iniciativa busca ajudar mulheres vítimas de violência doméstica

Com intenção de garantir o alcance da Campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica, o Poder Judiciário do Acre e a Associação dos Magistrados do Acre (Asmac) estão realizando reuniões de trabalho com representantes de farmácias e drogarias do Acre. Nesta terça-feira (16), a videoconferência contou com a participação de representantes da Recol Farma e da empresa Jcruz Ltda.

A Campanha possibilita as mulheres que sofrem esse tipo de crime realizarem a denúncia de forma silenciosa. Basta fazer um “X” na palma da mão e mostrar a um atendente de alguma das farmácias que aderiram à ação, e o funcionário acionará a polícia.

Mas, para concretização deste novo canal de denúncia é preciso construir uma rede de informação, pois se uma vítima chega à uma farmácia e a drogaria não está envolvida com a Campanha ou os atendentes não estão capacitados, ou ainda, as autoridades policiais não sabem do procedimento, a ação ficará sem efetividade.

Para garantir esse atendimento, o Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), por meio da Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Comsiv) e da Corregedoria-Geral da Justiça, juntamente com a Asmac, estão articulando parcerias com as redes de farmácias e drogarias.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) lançaram a Campanha no dia 10 de junho e já contavam com o apoio de todos os Tribunais de Justiça do país.

No Acre, o Conselho Regional e o Sindicatos das Farmácias já tinham aderido à ação. Dessa forma, as mulheres que precisarem denunciar de forma silenciosa, sem que agressor perceba que está pedindo ajuda, podem dirigirem-se a essas farmácias com um “X” na palma da mão. As drogarias que fazem parte da campanha estarão com cartazes em suas unidades para indicar que participam desse mecanismo, que amplia os canais de denúncia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*