131216-polícia-prova-enem

Enem 2016 é aplicado às pessoas privadas de liberdade no país

Iapen é responsável pela aplicação da prova no Acre

Começou a ser realizado hoje (13) o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 para as pessoas privadas de liberdade. A prova será aplicada nesta terça e quarta em todos os presídios do país. Segundo o Instituto Penitenciário do Are (Iapen), 396 presos realizam a prova.

Para que a aplicação do Enem 2016 fosse possível, a segurança nos presídios foi reforçada, planejamento que, segundo o diretor presidente do Iapen, Martin Hessel, vem sendo feito há alguns meses. “A gente vem há mais de um mês se preparando para poder ocorrer à realização dessa prova de maneira normal. Houve reforço da segurança e estamos também atentando a legislação de execução penal no que tange oportunizar os reeduncandos a questão de ensino dentro dos presídios do Acre”.

Hessel garantiu ainda que os presos do estado tem acesso à educação. “Aqui em Rio Branco a gente tem sim, por exemplo, ambiente escola mesmo. Salas de aula, espaço para leitura e todo esse espaço hoje está sendo usado pra que os educandos possam fazer suas provas.”

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), instituição responsável pelo exame, o Enem obteve 54.358 inscritos de unidades prisionais e socioeducativas. Destes, 78% buscam a certificação do Ensino Médio. Para isso, eles devem obter pelo menos 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento das provas e nota acima de 500 pontos na redação.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*