thumb medicosaulruiz

Especialista fala sobre o perigo das dietas malucas

Médico explica que as complicações podem levar a problemas graves

Na lista de promessas para o ano novo muita gente, principalmente mulheres, colocam emagrecer como meta. O ano já começou, mas é preciso muito cuidado ao dar início ao novo projeto. Nesta reportagem você vai saber quais os riscos das dietas que prometem resultado rápido e também vai receber orientações para colocar em prática o planejamento feito no final de 2013.

Pela internet, TV e até boca a boca, as dietas mais estranhas tornam-se conhecidas. Tem a dieta da sopa, da lua, do carboidrato.

Antes de tomar uma medida mais coerente para perder peso, Samara Gomes conheceu uma dieta milagrosa. “A pessoa come só frutas durante 8 dias. No primeiro dia é abacaxi, no segundo mais duas frutas e sucessivamente. Garante perda de 10 quilos em 8 dias”, disse. A fiscal de caixa garante que não adotou essa proposta de emagrecimento. Agora ela afirma que está em reeducação alimentar, com acompanhamento nutricional.

Algumas dietas famosas ensinam a comer apenas um tipo de alimento como por exemplo, a Dieta do Ovo Cozido: Nesta, é preciso comer três ovos cozidos por dia, um pela manhã, um de tarde e um a noite. A última novidade é a dieta da papinha de bebê, que tem como principal regra consumir 14 potes por dia, com a promessa de emagrecer até 2 quilos em 10 dias. A da banana é mais simples ainda. Esta com fome? Basta comer bananas até ficar saciado. Banana no café, no almoço e no jantar, quantas quiser. O único acompanhamento permitido para esta dieta é a água.

Mas o que dizem os especialistas sobre essas investidas de quem quer cumprir com a promessa de perder peso? “Essas dietas radicais onde uma pessoa fica em jejum prolongado ou só consome um tipo de alimento pode levar a hipoglicemia (baixa do nível de açúcar no sangue). Isso causa um tempo depois aumento maior do apetite  que a pessoa tinha anteriormente”, explica o endocrinologista Saúl Ruiz.

O risco de engordar tudo de novo é apenas o começo para quem se arrisca nas dietas malucas. O especialista explica que as complicações podem levar a problemas graves nos ossos. “Com o tempo, se a pessoa insiste nesse tipo de condutas alimentares erradas ela pode levar a alterações ósseas, como a osteopenia, que não é a causa principal, mas o nível de cálcio cai muito, também a vitamina D, fundamental para o organismo e aí, todos os minerais”, completa

A orientação para quem quer perder peso com saúde, segundo o profissional, principalmente está voltada a reeducação alimentar, ou seja, adotar uma nova postura de controle para toda vida. “Comer de três em três horas. Alimentos como: frutas, verduras, legumes, carboidratos, proteínas. Não precisa radicalizar. Pode comer as guloseimas e massas, mas em ocasiões especiais e moderadamente”, conclui.

Deixe uma resposta