thumb Magnetico

Depressão: estimulação magnética é opção para tratar pacientes

Terapia tem a aprovação da Câmara Técnica de Psiquiatria

Com a aprovação na Câmara Técnica de Psiquiatria em 26/8/10, a Estimulação Magnética Transcraniana- EMT é uma terapia com base na medição das áreas do cérebro diretamente ligadas aos distúrbios que serão tratados e nas emissões de correntes eletromagnéticas no local.
 
O tratamento é indicado no tratamento de pacientes com alucinações auditivas residuais, no planejamento de neurocirurgias, bem como o tratamento de pacientes com depressão.
 
O paciente (sem sedação ou outro tipo de anestesia) tem o cérebro medido e determinam-se, assim, os lugares onde ele vai receber os pulsos magnéticos. Uma bobina (um aparelho em forma de borboleta) é posicionada nesta região e ele recebe os pulsos. É como se estivessem tocando a sua cabeça de forma firme, mas segundo médicos psiquiatras que utilizam o método, o tratamento não causa desconforto ou efeito colateral.
 
Este ultimo fator torna o EMT um poderoso e promissor tratamento para pessoas com depressão, tendo em vista que os remédios utilizados para tratar deste transtorno, podem causar vários efeitos colaterais. Além disso o tratamento, ao contrário dos remédios, não tem contra indicação, podendo ser usado por mulheres grávidas, idosos pessoas ao método convencional com drogas.
 
“A Estimulação Magnética Transcraniana é uma nova abordagem que busca alcançar a remissão da doença sem os efeitos dos tratamentos convencionais.” Afirmou Jiosef Fainberg  psiquiatra do Neurohealth do Rio Janeiro que é o único Centro de Métodos Biológicos em Psiquiatria a ter a máquina para realização do EMT . Já Em São Paulo, desde de 2001 o Hospital das Clínicas vem fazendo uso do aparelho para fins de estudos.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*