060517-cotidiano-transporteescolarmanoelurbano-purusline

Estudantes ficam sem transporte escolar em Manoel Urbano

Ônibus ficou em manutenção na Capital, diz governo

Há 15 dias, mais de 170 alunos da área rural de Manoel Urbano estão sem assistir às aulas regulares, porque o ônibus que faz o transporte foi para o conserto e a Secretaria de Estado de Educação não colocou outro veículo.

Esse é só mais um capítulo da dificuldade enfrentada pelos estudantes de Manoel Urbano para sair das casas onde vivem em ramais e chegar à escola no núcleo urbano do município.

No ano passado, através do quadro “Acre real” a TV Gazeta mostrou que em Manoel Urbano existem apenas dois ônibus que fazem o transporte escolar. Eles rodam apenas pela BR-364. O veículo da prefeitura segue no sentido Sena Madureira e o do Governo do Estado vai rumo a Feijó.

A equipe de reportagem acompanhou esse ônibus e revelou como trafega acima da sua capacidade. No mesmo banco estavam espremidos três alunos, e ainda tem as péssimas condições do veículo.

A pior parte é que os ônibus não entram nos ramais: os estudantes precisam fazer longas caminhadas para ter acesso ao transporte. Crianças que precisam enfrentar a escuridão e os riscos da floresta.

Para completar esse cenário que dificulta o acesso à escola e compromete o aprendizado, nos últimos 15 dias, esses estudantes ficaram sem ir à escola. O ônibus teve uma pane e foi enviado para conserto em Rio branco e nenhum veículo foi colocado para substituí-lo.

Por telefone, o prefeito Tanísio de Sá informou que tinha um ônibus reserva, mas como Governo do Estado não pediu ajuda, não autorizou ajuda aos alunos. “Eles [governo] tratam a gente como se fosse inimigo. Só porque não sou da Frente Popular. Como era problema deles e não falaram, nada fiquei quieto”, revelou.

O chefe do Setor de Transporte da Secretaria de Estado de Educação, Mario Reis, informou que o ônibus foi consertado e já foi enviado de volta a Manoel Urbano e outro micro ônibus vai fazer a rota para evitar a superlotaçao em um veículo.

“Os ônibus voltam a rodar na segunda-feira fazendo o transporte normal e ficará por responsabilidade da escola a forma como vão recuperar as aulas perdidas”, explicou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*