130519-fachada-presidio

Exames de agentes dão negativo para tuberculose

Ação após denuncia de possível surto no presídio de Sena

O presídio Evaristo de Moraes recebeu uma ação do Instituto Penitenciário do Acre no final de abril. Na ocasião, 52 servidores da penitenciária de Sena Madureira passaram por exames de saúde, inclusive, para detectar a tuberculose, doença comum nesses ambientes.

No mês passada, o presidente do sindicato dos Agentes Penitenciários Edem Azevedo, afirmou que estaria acontecendo um surto de tuberculose entre os detentos do presídio Evaristo de Moares, em Sena Madureira, na ocasião ele chegou a dizer que havia a suspeita de que alguns agentes penitenciários também teriam contraído a doença.

O resultado dos exames apontou que nenhum dos trabalhadores foi diagnosticado com a doença.

“O atendimento foi feito para os agentes penitenciários, com o objetivo de fazer exames para detectar a tuberculose. Nenhum exame deu positivo”, confirmou a coordenadora do Núcleo de Apoio ao Servidor Penitenciário, Adriana Maia.

Essa atividade vai ocorrer quinzenalmente e deve abranger todos os municípios que possuem reeducandos no Acre. Os atendimentos de saúde vão se estender para outros tipos de exames. “A partir de quarta-feira, quinzenalmente vamos fazer no complexo penitenciário daqui de Rio Branco, no Quinari já é feito constantemente, porque temos uma parceria com a prefeitura.”

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*