190217-cotidiano-mortefrangosbrasileia-almirandrade

Falta de energia elétrica traz prejuízo de R$ 250 mil

17 mil frangos não suportaram 38°C de temperatura

Às 14 horas deste domingo (19), faltou energia elétrica por duas horas no Ramal do Treze, entre Assis Brasil e Brasileia. Foi tempo suficiente para que os 17 mil frangos da agricultora Josefa Lopes morressem. Toda produção foi dizimada por um calor de 39°C registrado no galpão. O prejuízo é calculado em R$ 250 mil.

“Além de o prejuízo ser maior do que na vez anterior, agora é um prejuízo meu mesmo porque eu peguei financiamento no Banco da Amazônia”, indigna-se a produtora Josefa Lopes, dona do galpão.

A referência de prejuízos causados pela falta de energia elétrica na região do Alto Acre é setembro de 2015 quando mais de 9 mil frangos morreram. Naquela ocasião, Josefa havia perdido 2,5 mil frangos.

Desta vez, os animais já estavam em ponto de abate. Todo o lote estava agendado para ser transportado para o frigorífico Acre Aves na tarde desta segunda (20). “Faltou energia e voltou. Mas, voltou só em uma fase. Mas, não funcionam todos os equipamentos apenas com uma fase. Logo depois, faltou energia totalmente”.

O empresário Paulo Santoyo, da Acre Aves, lamenta a qualidade da energia fornecida para a região. “Vamos tentar mediar essa situação junto a Eletrobras”, afirmou Santoyo, esforçando-se na diplomacia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*