1609-cotidiano-dividatrabalhista-tvgazeta

Feriado de Tratado de Petrópolis ainda é desconhecido

Data só é valorizada pelo feriado

Muita gente passou o dia sem saber qual é o motivo do feriado no estado. O Tratado de Petrópolis, que formalizou a incorporação do território do Acre o Brasil, ainda não é compreendido. Nas ruas, até estudantes não sabem responder o que significa a data.
Cada data celebrada com feriado carrega consigo um fato que marcou e que precisa ser relembrado. Hoje, por exemplo, o Acre comemora os 111 anos do Tratado de Petrópolis.
Será que a população lembra disso? “Não sei que feriado é hoje”, disse o comerciante Roberto Lima. Para o pedreiro Luiz Felipe Souza, o dia é um mistério. “Não sei o porquê, Só sei que é feriado”, argumenta.

Tem gente que lembra da data, mas não sabe explicar o seu significado. “Sei que é tratado de Petrópolis, só isso”, comenta Gerson Ambrósio. Quem sabe os estudantes, lembram-se dessa informação. “Não sei dizer”, responde a estudante Sabrina Santos.

O feriado na segunda-feira é uma ocasião a se comemorar para quem gosta de uma folga mais esticada. Mas, folga mesmo, só para funcionários públicos e bancários que comemoram o feriado estadual, porque para o comércio, o setor privado em geral, o dia é de produzir.

Por outro, lado, uma parte do funcionalismo público não para: são os garis e margaridas que mantêm a limpeza das ruas. Pelo menos por meio período, esses guerreiros precisam suar a camisa. “Trabalho até meio dia”, diz a margarida Olinda Augusto.

Embora cada feriado carregue um simbolismo, para muitos brasileiros o dia de portas fechadas no serviço público é um atraso.

O Tratado

No dia 17 de novembro de 1903 os governos do Brasil e da Bolívia assinaram um documento onde, oficialmente, território do Acre passou a pertencer ao Brasil. O acordo foi firmado na cidade de Petrópolis no Rio de Janeiro, e, por isso, sempre nessa data, o estado comemora o Tratado de Petrópolis.

Deixe uma resposta