Banner Paredecadeia

Frases e figuras mostram a realidade em penitenciária

Registro é do fotógrafo acreano Alexandre Noronha

No fim de outubro de 2013, o fotógrafo acreano Alexandre Noronha registrou figuras e frases escritas em doze celas desativadas do Complexo Penitenciário de Rio Branco. Pelo local passaram diversas pessoas que durante a vida cometeram atos falhos perante as leis dos homens.

Foram, aproximadamente, três horas em contato com o ambiente. Nos cliques de Alexandre, cenas curiosas, inusitadas e que mostram a rotina dos presidiários. “Pensei que seria algo mais leve, mas quando cheguei vi que era algo mais pesado”, comenta.

Uma das figuras mais comuns é de mulheres despidas, talvez para amenizar a falta da presença feminina no espaço. A paixão do brasileiro por futebol também não é esquecida. O que também chama atenção são as frases escritas pelos reeducandos. Em uma delas, o autor afirmou que “nada deixa o homem mais doente que o abandono dos parentes.”

Os desenhos vão do santo ao profano, literalmente. Desde cenas que representam a confiança em Deus a figuras que mostram a prática de crimes ou que fazem apologia a violência. O pavilhão totalmente destruído pela ação do tempo deixa o espaço ainda mais assustador.

Todo este conteúdo visual protegido por muralhas surpreendeu o fotógrafo. Alexandre conta que em uma das celas encontrou a divisão de tarefas entres homens que compartilhavam o mesmo lugar. Como: lavar a louça do almoço e jantar; e ainda a limpeza do banheiro.

“Com essas frases e figuras a gente entende o que se passa por lá”, afirma Noronha. As fotos foram publicadas recentemente. Veja todas em nossa galeria.

{gallery}galerias/fpavilhao{/gallery}

Deixe uma resposta