210319-livros

Iapen lança campanha de doação de livros para reeducandos

Leituras diárias podem reduzir alguns dias de pena

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) lança campanha para receber a doação de livros literários que serão utilizados pelos reeducandos selecionados para participar do Projeto Leitura Livre.

A iniciativa busca ampliar a capacidade leitora, a construção de pensamentos que vislumbrem a melhor convivência na sociedade, além de formar leitores preparados para concluir a escolarização básica, ingressar no ensino superior e para a inserção no mercado de trabalho.

Os livros podem ser entregues de 25 a de março a 5 de abril na sede do Iapen localizada na Avenida Getúlio Vargas, 1213, no Bosque, durante o horário comercial.

Serão aceitos livros em bom estado de conservação de diferentes gêneros textuais, como romance, ficção, aventura, crônicas e autobiografias. A campanha não inclui o recebimento de livros jurídicos, religiosos, revistas, enciclopédias, apostilas, livros didáticos e catálogos.

“Estamos trabalhando com o slogan “Doe livros! Dê uma chance para quem está querendo virar a página”. Nossa proposta é contribuir para a reinserção dos reeducandos à sociedade”, destacou o presidente do Iapen, Lucas Gomes.

A disseminação da leitura nos espaços prisionais permite a remissão de pena, para cada 30 dias de leitura, são diminuídos quatro dias da pena. Após a conclusão da leitura o reeducando deve apresentar relatório, resumo ou resenha, de acordo com o grau de escolarização do detento.

O projeto conta com uma Comissão Técnica composta por dois professores da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (SEE), com formação em Língua Portuguesa, e um pedagogo da Unidade Prisional. 

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) lança campanha para receber a doação de livros literários que serão utilizados pelos reeducandos selecionados para participar do Projeto Leitura Livre.

A iniciativa busca ampliar a capacidade leitora, a construção de pensamentos que vislumbrem a melhor convivência na sociedade, além de formar leitores preparados para concluir a escolarização básica, ingressar no ensino superior e para a inserção no mercado de trabalho.

Os livros podem ser entregues de 25 a de março a 5 de abril na sede do Iapen localizada na Avenida Getúlio Vargas, 1213, no Bosque, durante o horário comercial.

Serão aceitos livros em bom estado de conservação de diferentes gêneros textuais, como romance, ficção, aventura, crônicas e autobiografias. A campanha não inclui o recebimento de livros jurídicos, religiosos, revistas, enciclopédias, apostilas, livros didáticos e catálogos.

“Estamos trabalhando com o slogan “Doe livros! Dê uma chance para quem está querendo virar a página”. Nossa proposta é contribuir para a reinserção dos reeducandos à sociedade”, destacou o presidente do Iapen, Lucas Gomes.

A disseminação da leitura nos espaços prisionais permite a remissão de pena, para cada 30 dias de leitura, são diminuídos quatro dias da pena. Após a conclusão da leitura o reeducando deve apresentar relatório, resumo ou resenha, de acordo com o grau de escolarização do detento.

O projeto conta com uma Comissão Técnica composta por dois professores da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (SEE), com formação em Língua Portuguesa, e um pedagogo da Unidade Prisional.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*