100620-ifac-intercambio-foto-capa

Ifac proporcionou intercâmbio de mais de 50 estudantes

Do total, metade participou de mobilidades de curta duração

Não existem fronteiras para o conhecimento. Por isso, o Instituto Federal do Acre (Ifac) investe cada vez mais na internacionalização, promovendo o intercâmbio de estudantes, apoiando a participação em eventos científicos e ofertando cursos de idiomas para a comunidade.

Nestes dez anos, mais de 50 estudantes vivenciaram a mobilidade internacional, desde experiências mais curtas até intercâmbios de um ano letivo.

Em 2013, foram publicados os primeiros editais para seleção de estudantes para intercâmbios internacionais. A partir de parcerias com o Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) e o British Columbia Institute of Technology (BCIT), nove acadêmicos puderam conhecer um pouco da realidade das instituições em Portugal e no Canadá.

A parceria com o IPCB foi ampliada, e em 2015, foram selecionados oito alunos dos cursos superiores do Ifac para realizarem estudos durante um semestre letivo em Portugal. Esta foi a primeira mobilidade internacional em que os intercambistas iriam para estudar e poderiam, posteriormente, aproveitar as matérias nos seus cursos originais no Ifac. O intercâmbio foi um sucesso e a parceria proporcionou a mobilidade de mais 13 estudantes em 2016 e 2019.

Acre nos EUA

Em 2016, um edital da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Setec/Capes) selecionou 75 professores de língua inglesa de todo o Brasil para participarem de uma capacitação nos Estados Unidos, na Northern Virgínia Community College (Nova). O professor Luiz Eduardo Guedes foi selecionado e participou da formação. A partir deste primeiro contato, a gestão do Ifac buscou uma parceria com a Nova, o que rendeu um termo de cooperação dentro do programa Community College Initiative (CCI Program).

Em julho de 2018, dois alunos de graduação do Ifac viajavam para participar do primeiro intercâmbio de um ano letivo nos EUA. A esta mobilidade, seguiu-se uma segunda edição com participação de cinco acadêmicos do Ifac que concluíram o intercâmbios nos EUA em abril deste ano. Um novo edital para seleção de estudantes para o CCI Program chegou a ser publicado em 2020, mas encontra-se suspenso em virtude da pandemia da covid-19.

100620-ifac-inter-cambio-foto-meio

Com a parceria com a Nova, em março de 2018, o Ifac recebeu a visita de representantes da instituição norte-americana. O grupo conheceu projetos desenvolvidos e cursos nos campi Rio Branco, Baixada do Sol e Xapuri.

Estudantes da Nova também vieram ao Acre durante cinco dias, por meio da cooperação entre as instituições com recursos do fundo de inovação 100k Strong in the Americas. A visita ocorreu no final de 2019. O grupo participou de aulas de Português para Estrangeiros, oficinas de pintura em aquarela, fotografia e capoeira. Eles ainda visitaram pontos turísticos de Rio Branco e Xapuri, como também conheceram uma comunidade do povo Manchineri.

Países da fronteira

A aproximação com os países vizinhos também é um objetivo que o Ifac vem alcançando no âmbito da internacionalização. Dos países da fronteira, o Ifac já firmou acordos com instituições do Peru que tornaram possíveis intercâmbios de curta duração para estudantes e professores das instituições envolvidas.

Em setembro de 2018, 18 alunos de cursos técnicos e superiores do Ifac visitaram o Instituto de Educación Superior Tecnológico Jorge Basadre Grhman (IJBG), a Universidad Nacional Amazonica de Madre Díos, localizados em Puerto Maldonado, e a Universidad Nacional del Callao (Unac), localizada em Lima. Durante a mobilidade, os grupos conheceram as instituições, os cursos oferecidos e projetos desenvolvidos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*