thumb pf

Inauguração da sede da PF pode ser marcada por protesto

Servidores querem pressionar governo federal por segurança

As novas instalações da Polícia Federal no Acre serão mostradas no final da tarde desta quarta-feira (27) as autoridades. Após operar por quase 40 anos num prédio precário, no Centro de Rio Branco, a Superintendência da Polícia Federal agora conta com uma sede moderna e estruturada, localizada na Via Verde, ao lado da sede do Tribunal de Justiça do Acre.

Durante a inauguração está previsto alguns protestos em relação ao Dia de Mobilização dos servidores federais. A categoria de quatro estados mobilizam um ato público para pressionar o governo federal a cumprir com a promessa de reforçar a segurança nos serviços em áreas de fronteira.

A mobilização está prevista por servidores que atuam nas inspetorias, pontos alfandegados, nas delegacias e postos.

Em junho de 2011, a Presidência da República lançou o Plano Estratégico de Fronteira que tem por objetivo reforçar a segurança e promover ações coordenadas entre as Forças Armadas, Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Receita Federal do Brasil (RFB) nas áreas de fronteira.

Além de estabelecer um cronograma de atividades conjuntas, entre outros pontos, o plano possibilitou a realização de grandes operações especiais que tem apresentado resultados importantes. No entanto, uma parte essencial do Plano Estratégico de Fronteira ainda não saiu do papel.

Quatro sindicatos de servidores federais – FENAPRF, Sindireceita, FENAPEF e Sindifisco Nacional – se mobilizam juntos para que sejam cumpridas as medidas que atenderiam diretamente os servidores que estão lotados nas unidades de fronteira e de difícil fixação e que são os grandes responsáveis por formar a linha de frente no combate aos crimes transfronteiriços, como: tráfico de armas, munições, drogas, produtos piratas e contrabandeados.

O grupo aguarda regulamentação da Indenização de Fronteira, criada pela Lei nº 12.855, após três meses após a sanção presidencial da Lei os servidores que lutam nas fronteiras do País seguem sem uma resposta concreta.

Nova sede
O prédio custou cerca de R$ 35 milhões. A nova sede da PF no Acre mede 12 mil metros quadrados e faz parte da nova geração de projetos da PF para as superintendências regionais. Ele é todo adaptado ao acesso de pessoas com necessidades especiais.

Entre os ambientes especializados o prédio dispõe de heliponto, estande de tiro, academia de ginastica, auditório para 150 lugares, canil e laboratórios de criminalística.

Deixe uma resposta