261217-cotidiano-comercio-tvgazeta

Instabilidade marca vendas do Natal deste ano

Alguns segmentos registram aumento; outros, queda

A instabilidade foi a marca do Natal de 2017. Segmento de móveis e eletrodomésticos registrou alta nas vendas. Já as lojas de confecções, com concorrência maior e com qualidade diversa, tiveram dificuldades.

A estimativa da Associação Comercial e Industrial do Acre (Acisa/AC) era de que houvesse crescimento no volume de vendas de 5% para as confecções, calçados e acessórios. E de 15 a 20% para o ramo de móveis e eletrodomésticos. Ainda não há dados que comprovem, mas, pelas conversas com os comerciantes, a tendência é de que a estimativa da Acisa seja acertada.

Gerônimo Borges é gerente de uma rede de eletrodomésticos e já fez as contas e garante, se comparado com o ano passado, o crescimento foi de 37% nas vendas. “Desde julho a gente percebe que aumentou o volume de vendas, que houve uma disposição mais dos clientes para as compras e a gente vai fechar esse ano superando 2016”.

Mas há quem diga o contrário. Luiz Gomes, proprietário de uma loja de confecções, acredita que as vendas caíram. Em anos anteriores ele chegou a ter cinco funcionários na loja, agora não passou de 3. “Foi bem menos que o ano passado. No nosso caso aqui vendemos em média de 15 a 20% a menos”.

Há lojas que nem conseguiram atingir a meta mínima de venda. “A gente percebeu um movimento bem reduzido em comparação ao ano passado, e agora, estamos aí correndo atrás das nossas metas até o final do ano,” disse a comerciante Eliane Bezerra.

Os comerciantes que observaram queda nas vendas atribuem a redução à crise, as constantes chuvas dos últimos dias, e também, ao fato de que o feriado tenha sido antecedido pelo domingo. “Geralmente o povo tem aquele comodismo de no domingo não sair de casa. Então, eu acho que prejudicou um pouco,” comentou Luiz.

A expectativa é que nesses últimos dias de dezembro, com o révèillon, a situação melhore para o comércio local.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*