140219-zap

Jornalista deve ser indenizada em R$ 10 mil por ofensas de advogado

Ofensas ocorreram na rede social WhatsApp

O 3º Juizado Especial Cível de Rio Branco condenou um advogado a pagar a uma jornalista indenização de R$ 10 mil, por tê-la ofendido.

O juiz de Direito Giordane Dourado considerou para o julgamento dos desdobramentos das ofensas feitas pelo acusado. “A repercussão foi dos grupos sociais para sítios eletrônicos de caráter jornalístico, porquanto, compreensíveis e dignas as manifestações em favor da vítima”, assinalou o magistrado.

O acusado confessou sua conduta errada, confirmando ser o autor das mensagens publicadas em grupo de advogados locais do Whatsapp. O conteúdo ofendeu a jornalista, primeiramente, por fazer referência ao mercantilismo sobre a intimidade, violando a dignidade da pessoa humana.

Soma-se ainda a nítida ofensa à honra subjetiva e objetiva da jornalista às referências sobre a orientação sexual, expressas por meio de palavras chulas, obscenas e de semântica depreciativa, o que possui o capacidade, de igual modo, de lesar a dignidade da pessoa humana.

A punição fixada em R$ 10 mil cumpre o caráter pedagógico e reparador da indenização. Porém a decisão ainda cabe recurso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*