thumb achados1

Mais de 100 objetos estão esquecidos na rodoviária da capital

Passageiros já esqueceram até sanduicheiras

Diariamente, 650 pessoas passam pela rodoviária internacional de Rio Branco. Entre um embarque e outro, muitos passageiros são pegos pelo esquecimento.

Inaugurada a pouco mais de um ano, o prédio guarda, aproximadamente, 150 objetos. Malas e sacolas são os campeões em ficar para trás.

Mas não é só isso. Em uma sala reservada da rodoviária fica os achados e perdidos mais curiosos e surpreendentes. Como barraca para acampamento, sanduicheira e até sementes.

O mais inusitado encontrado por Agazeta.net, acreditem, foi um colchão(tamanho casal) e até mesmo uma cama. Mas qual a explicação para tamanho esquecimento?

Quem nos responde é o chefe da divisão dos terminais rodoviários da RB Trans. “As pessoas não conhecem os procedimentos e na pressa de embarcar para não perder o ônibus, acabam esquecendo”, explica.

Segundo Joelson Amorim, a maioria dos objetos é encontrada por funcionários da rodoviária e encaminhados ao setor de guarda volumes.

Aos esquecidos de plantão é importante ficar atento. Após dois meses, os materiais são levados para a sede da RB Trans.

“Menos de 10% procuram os objetos”, afirma Amorim.

A administração da rodoviária internacional adota procedimento padrão na hora de entregar os produtos. “A pessoa deve nos procurar com algo que comprove que o objeto é dela, como nota fiscal”, finalizou.

Esqueceu? Então, ache!

Endereço: BR 364(Via Verde), km 125 – em frente a Upa do 2º Distrito
Horário de expediente: 8h às 18h

Deixe uma resposta