200619-cotidiano-caminha-pela-paz

Moradores do Calafate realizam Caminhada da Paz

Objetivo é despertar investimentos em segurança no bairro

Os moradores do Calafate começaram a se reunir na praça do bairro por volta de 7 horas da manhã e percorreram a principal rua do bairro até a Waldemar Maciel onde foi finalizado o evento. Pelo menos cinco escolas do Calafate participaram da caminhada pela paz.

“Hoje nós decidimos unir todos os grupos e realizar a atividade juntos”, disse a gestora de escola, Denise de Sousa.

Os alunos, professores e pais se mobilizaram com faixas para pedir menos violência na região, que possui 19 bairros e mais de 40 mil pessoas. Os estudantes, que já sabem o que é certo e errado, queriam deixar um recado para toda a população com o movimento.

“As pessoas não podem mais andar de noite, a partir das 7 horas da noite todo mundo já está com a casa trancada, com medo e o Acre pede paz”, falou a estudante, Branda Barros.

Igrejas evangélicas, líderes comunitários e trabalhadores da região também participaram do ato. Autoridades do estado foram convidadas para a caminhada.

“A comunidade, a escola está em peso para mostrar que nós não estamos calados, estamos precisando da ajuda do governador, da prefeitura, nós estamos dando o nosso grito de socorro e de ajuda aonde tem muitas famílias enlutadas e nós estamos juntos querendo fazer uma diferença na comunidade”, ressaltou o Coordenador do Comitê Pró Calafate, Baquemberg Oliveira.

Os índices de violência assustam os moradores, mas para minimizar esse problema a comunidade acredita que é preciso investimento não só na segurança. A caminhada também tinha como objetivo despertar investimentos na infraestrutura dos bairros, na cultura, educação, esporte e lazer para tirar os moradores da ociosidade.

“Nós estamos chamando a sociedade e nós estamos convidando as universidades, convidando parceiros para investir nesse bairro, trazer projetos porque percebemos que os nossos jovens não sonham”, concluiu a pastora, Vilanir Nicássio.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*