060319-cotidiano-buracos-ruas

Moradores reclamam de condições das ruas da capital

Falta pavimentação, sobram buracos e lama

Moradores de Rio Branco reclamam constantemente das condições das ruas e da trafegabilidade.

Dois casos recentes chamaram atenção da população.

O primeiro deles foi a morte de Davi Kelvin Silva Souza, 8 anos. Para desviar de uma poça de água em uma bicicleta, a criança entrou um pouco na pista da Rodovia AC-40, no Segundo Distrito. Um motoqueiro que passava acabou acertando o menino que caiu e ficou com traumatismo craniano. Ele morreu no Hospital.

Além de responsabilizar o motoqueiro, o pai da criança afirma que a rua é cheia de buracos, o que impede uma trafegabilidade segura de pedestres, ciclistas e motoristas. “Eu acho que em primeiro lugar a rodovia está cheia de buracos e se a gente for sair da via é cheio de capim e se vai desviar os buracos acaba perdendo a vida”, diz o pai de Davi, José Nilson da Silva.

Por meio de nota a Prefeitura informou que a manutenção da Rodovia AC-40 é de responsabilidade do Estado. Em relação aos outros buracos da Capital, o executivo informou que não há como trabalhar agora devido o inverno amazônico e que os trabalhos só devem iniciar quando diminuírem as chuvas após o mês de abril.

“Esse período de inverno amazônico é muito complicado, nós estamos trabalhando em pontos principais onde ocorrem geralmente a necessidade do serviço imediato para que possamos ter uma melhor trafegabilidade”, explica o Secretário de Obras da Prefeitura, Marcus Vinícius.

O outro caso ocorreu na Avenida Ceará, na terça-feira de carnaval. Um motociclista sofreu um acidente após passar por um buraco e perder o controle.

A vítima identificada como João Paulo Nascimento da Silva, 27 anos, teve atendimento da Samu, foi encaminhado para o Pronto Socorro, mas não resistiu. Morreu na manhã desta quarta-feira.

O jovem teve traumatismo craniano.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*