Banner FGTSArena

Moradores reclamam que ruas ficaram fora da lista da D. Civil

Quatro mil pessoas devem receber o benefício na Capital

Antônio Dias foi um dos primeiros a ser atendido. Com o dinheiro do FGTS, o morador do bairro Seis de Agosto já sabe o que vai fazer. “Dá para comprar umas coisinhas para casa. Fazer uma feira”, declarou.

Situação inversa vive outros moradores da mesma comunidade. Reinaldo Soares ficou alagado, mas a rua não entrou na lista elaborada pela Defesa Civil.

“O erro foi da Defesa Civil que não cadastrou. Vocês podem verificar a área que ficou na alagação. Isso vai acontecer com outros bairros”, desabafou o motorista de transporte coletivo.

Segundo o gerente regional da Caixa Econômica, que passou por esta mesma situação vai ter que aguardar algumas semanas para receber o benefício.

“A Defesa Civil já se comprometeu enviar essas ruas que faltam e vamos fazer o pagamento quando terminar o atendimento na Arena da Floresta”, enfatizou Edelson Barros.

Nesta quarta-feira, 23, a caixa econômica iniciou o atendimento presencial para o saque do fundo de garantia por tempo de serviço.

A expectativa é que quatro mil moradores de 30 bairros da capital recebam o benefício. O valor máximo para saques é de R$ 6.200. Nesta quinta-feira, 24, é a vez dos moradores dos bairros Ayrton Senna, Baixada da Habitasa e zona rural.

Deixe uma resposta