Morre Frei Heitor Turrini aos 95 anos, em Rio Branco

Religioso estava internado no Hospital Santa Juliana há 15 dias, depois de contrair uma gripe

Morreu neste sábado (8), aos 95 anos, o frei Heitor Maria Turrini, da Ordem Servos de Maria. O religioso estava internado no Hospital Santa Juliana há 15 dias, depois de contrair uma gripe.

Segundo consta na certidão de óbito, a causa da morte foi uma pneumonia por fungos, pneumonia bacteriana e doença de Alzheimer.

Frei Heitor nasceu no dia 27 de maio de 1926, em Maserno di Montese, Modena, na Itália. Ele chegou ao Brasil em 1950 e dedicou toda sua vida e seu trabalho em favor dos pobres, percorrendo rios e lutando pela preservação da Amazônia.

A exemplo dessa ação, foi a campanha Salve a Selva com a comunidade Ordem Servos de Maria, de Sena Madureira, e com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e da Diocese de Rio Branco, que enviaram a Fernando Henrique Cardoso, presidente na época, 42 mil assinaturas pedindo anulação da lei 4.771.

Frei Heitor veio para o Brasil junto com seu amigo, padre Paolino Baldassari, que morreu em 2016. Seu nome foi dado há uma escola municipal localizada no bairro Floresta.

Em nota o governo do Estado do Acre lamenta a morte do Frei Heitor:

Com profundo pesar, o governo do Estado do Acre lamenta a morte do Frei Heitor Maria Turrini, aos 95 anos, ocorrida neste sábado, 8, em Rio Branco.

Frei Heitor, natural de Maserno di Montese, Modena, na Itália, dedicou-se durante 60 anos aos mais necessitados, além de lutar pela preservação ambiental.

O religioso tornou-se alguém de grande relevância no município de Sena Madureira. Atualmente estava afastado das atividades religiosas por conta da saúde frágil.

Neste momento de grande dor, pela perda do Frei Heitor, homem que muito contribuiu com o nosso estado do Acre, rogamos para que Deus leve o consolo necessário aos fiéis, amigos e familiares.

Descanse em paz, Frei Heitor.

O velório ocorre na igreja São Peregrino, em Rio Branco. Neste domingo, 9, haverá uma missa de corpo presente, às 15h, e, às 17h, o sepultamento no cemitério Morada da Paz.

Deixe uma resposta