190419-mercado-elias-mansour

Movimento aumenta no Elias Mansour durante o feriado

Grande volume de venda do pescado

O mercado Elias Mansour foi, nesta sexta-feira (19) santa, um dos pontos comerciais mais disputados de Rio Branco. Com uma grande variedade de peixes à venda, o consumidor que deixou para comprar o produto na última hora, não saiu do local desapontado.

Para o mecânico Jonas Nogueira, comprar o peixe limpo é importante devido a praticidade. “Pega fresquinho do jeito que está aqui, chega em casa só coloca no fogo e vai saborear com a família”.

Para todo lado, era peixe sendo pesado, limpo e levado embora pelos clientes. Os vendedores se preparam bem para a data. O volume de pescado foi reforçado, mas mesmo assim, algumas espécies, já não eram mais encontradas à venda. “Estão procurando mais o filhote e o dourado e a gente só tem mais o tambaqui do rio, jundiá, surubim e Matrinchã, mas o peixe de couro acabou. Foi bom, achei que pegamos uma fase fora do pagamento, mas foi até bom” contou o peixeiro Orenaldo Fernando.

Mas o peixe para ficar bom, além de fresco é preciso ser bem temperado. Quem foi ao Mercado Elias Mansour, conseguiu resolver tudo isso em um único lugar. Verduras, legumes e frutas também são encontrados com bastante variedade no mercado. “As feiras hoje, graças a Deus, estão bem, o povo está procurando, estamos suprindo a necessidade de cada um conforme o bolso e a vontade de cada um”, disse o produtor rural Francisco Ribeiro.

O espaço, que já é conhecido por muita gente, tem tradição pelos produtos frescos e baratos. E nesta sexta-feira santa, a movimentação só confirmou esse costume. “O preço está bom. Tem que pechinchar”, comentou a dona de casa, Rosa Arcanjo.

“É procurar o melhor preço”, concordou o comerciante Valdete Padilha.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*