thumb premiompe

4º Prêmio de Jornalismo: MP entrega premiação

Jornalista Wesley Morais, da TV Gazeta, ficou em primeiro lugar

Na manhã desta quinta-feira, 2, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) reuniu parceiros e vencedores da quarta edição do Prêmio de Jornalismo, realizada no mês passado, em Rio Branco, para entregar a premiação em dinheiro aos jornalistas que produziram os três melhores trabalhos, entre os mais de 60 que foram inscritos.

Nessa edição, os vencedores foram o jornalista Wesley Morais (TV Gazeta), que ficou em primeiro lugar com uma reportagem sobre o Centro de Atendimento ao Cidadão; Lindson Almeida (Rede Amazônica) obteve a segunda melhor avaliação com uma matéria sobre os 50 anos de existência do Ministério Público do Acre; e Tião Maia (Juruá em Tempo) ficou em terceiro lugar com um trabalho que lembrava a atuação do MPAC para acabar com o crime organizado.

“Eu tenho muito carinho por esse prêmio, que ganhei pela primeira vez em 2010, ainda como acadêmico. Quero agradecer ao Ministério Público pelo reconhecimento, como também à equipe que trabalhou junto comigo”, disse Wesley Morais.

Na ocasião, a procuradora-geral de Justiça Patrícia de Amorim Rêgo agradeceu as parcerias e lembrou que sem o apoio do Banco do Brasil, Ampac (Associação dos Membros do MPAC), e Assempac (Associação dos Servidores do MPAC), o prêmio não seria possível. Os representantes das instituições receberam um troféu como forma de reconhecimento.

“Sem essas parcerias não tínhamos realizado todas essas edições do Prêmio de Jornalismo. Que essa parceria se prolongue por muitos anos”, ressaltou a procuradora, ao destacar também o trabalho dos jornalistas vencedores.

Nessa edição, pela primeira vez, a premiação foi entregue aos melhores trabalhos entre todas as seis categorias. “É uma satisfação mais uma vez participar porque nós entendemos a importância desse trabalho que o Ministério Público faz. Quero agradecer e parabenizar todos os jornalistas que participara, afirmou o superintendente do Banco do Brasil no Acre, Marcos Bachiega.

O Prêmio de Jornalismo foi criado em 2010 e é coordenado pela Assessoria de Comunicação. O objetivo é estimular, divulgar e prestigiar os trabalhos jornalísticos veiculados na imprensa sobre a atuação da instituição, além de contribuir para o melhor entendimento, pela sociedade e pelo poder público, sobre a importância das atividades e da função social do Ministério Público. O Prêmio é patrocinado pelo Banco do Brasil.

“Chutar para o gol é fácil, quando o passe é bom. Agradeço a confiança da procuradora-geral Patrícia Rêgo e do MP e o empenho da equipe que compõe a Assessoria de Comunicação. Sem isso não seria possível a realização de um evento desse porte”, comentou a jornalista Socorro Camelo, coordenadora da Assessoria de Comunicação.

O futuro procurador-geral, Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, reconheceu a importância do Prêmio, e comprometeu-se em aperfeiçoá-lo, se necessário. “Esse prêmio é um elo de ligação do Ministério Público com a sociedade. Com o apoio da imprensa, a sociedade conhece o nosso trabalho, e esses profissionais merecem o nosso reconhecimento”, destacou.

A procuradora de Justiça Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, futura corregedora-geral, destacou que “o trabalho dos jornalistas é muito importante e ajuda a fazer com que a população saiba qual é o nosso trabalho”.

Para o presidente da Ampac, o promotor Admilson Oliveira e Silva, o reconhecimento aos profissionais da imprensa é justo. “A Ampac sente-se muito satisfeita com essa parceria e parabeniza os profissionais que souberam transmitir para o público a nossa missão constitucional, fazendo com que fosse compreendida pelo mais simples e o mais privilegiado cidadão”, enfatizou.

Deixe uma resposta