thumb crentes

MP investiga poluição sonora de fiéis em igreja no Preventório

Igreja Pentecostal Brisa de Fogo vem causando problemas

O Ministério Público do Acre (MP) instaurou procedimento preparatório para aprofundar as investigações sobre denúncias de uma possível poluição sonora causada pelos fiéis na igreja evangélica Pentecostal Brisa de Fogo, localizado na rua Lei Áurea, no Preventório.

O procedimento foi instaurado pela Promotoria Especializada de Defesa do Meio Ambiente da Bacia Hidrográfica do Baixo Acre, de responsabilidade da promotora Meri Cristina Amaral e publicado na edição desta sexta-feira (27) do Diário Oficial.

As denúncias, segundo a portaria, foram oficializadas há mais de um mês, mas foi necessário aprofundar as investigações devido aos elementos de provas colhidos até o momento.

De acordo com as denúncias, emissão de ruídos em alto nível oriundos da igreja vem causando sérios incômodos às moradias próximas durante a realização dos cultos, no período noturno.

“Considerando, ainda, que os ruídos excessivos provocam perturbação da saúde mental. Além do que, poluição sonora ofende o meio ambiente e, consequentemente, afeta o interesse difuso e coletivo, à medida em que os níveis excessivos de sons e ruídos causam deterioração na qualidade de vida, na relação entre as pessoas, sobretudo quando acimados limites suportáveis pelo ouvido humano ou prejudiciais ao repouso noturno e ao sossego público, em especial nas zonas residenciais”, diz trecho da portaria.

A Secretaria de Meio Ambiente de Rio Branco será intimada para prestar informações sobre a situação da possível poluição sonora.

Deixe uma resposta