130617-cotidiano-rioacre-tvgazeta

Nível do Rio Acre hoje está em 3,36 metros

Volume vem diminuindo a cada dia: verão intenso

O nível do Rio Acre está abaixo da média, mas ainda não preocupa os órgãos de gestão de risco. A partir de agora, a estiagem se acentua e deixa as autoridades ambientais em alerta.

Nesta segunda-feira (12), o Rio Acre atingiu 3,52 metros, quando a média é de 4,07 metros. A cota atual, segundo a defesa civil municipal, mesmo abaixo da média, não requer preocupação.

“No momento, a situação ainda é tranquila. Há uma oferta muito grande de água que permite uma captação de água condizente ainda”, disse o coordenador da Defesa Civil Municipal, Coronel George Santos.

Quem sempre está de olho na movimentação das águas é o pescador Lúcio de Souza, 62. Ele é experimentado em navegação e confirma o que dizem os órgãos de gestão de risco. “O rio deu água, deu muita água e pode melhorar a situação. A gente espera baixar mais pra pescar. É melhor”, afirma.

Nos últimos 10 anos, o nível do Rio Acre oscila sempre entre os meses de maio e junho. Nessa mesma época em 2005 chegou a 2,64 metros, em 2009, a cota era de 6,02 metros. Em 2016, atingiu 2,46 metros, foi o ano da menor cota histórica, registrada em 17 de setembro, quando o rio chegou a 1,30 metro.

Segundo previsões do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), nos próximos meses, as chuvas serão dentro da normalidade, mas isso não significa que não haverá estiagem. Para tanto, o plano de contingência já foi atualizado para o período.

“O plano de contingência são as ações dos órgãos que agem em quatro eixos: comando, controle, combate e fiscalização, abastecimento de água, saúde e produção familiar”, explica o coronel Santos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*