1311-cotidiano-correios-aderlandioblogspot

No Acre, Correios podem entrar em greve

Programa de Demissão Voluntária motiva mobilização

Os trabalhadores dos Correios podem deflagrar greve por tempo indeterminado a partir da semana que vem. A categoria está sendo chamada para uma assembleia geral que visa discutir a possível paralisação. Entre as reivindicações está o descontentamento com programa de demissões voluntárias e fechamento de agências.

A partir do dia 26 de abril, os trabalhadores das agências dos Correios podem entrar em greve em todo país. No Acre, o objetivo é mobilizar cerca de 500 funcionários da estatal que estão descontentes com uma série de ações promovidas pela direção nacional dos Correios.

A assembleia geral convocada para a próxima quarta-feira, às 17 horas, visa debater:

– Reforma da previdência e trabalhista

– Fechamento de agências

– Programa de demissões voluntárias

– Manutenção de serviço público de qualidade e

– Suspensão de férias.

“Os Correios não tem assumido papel com inteira responsabilidade de resolver os problemas. Inclusive suspendeu as férias dos trabalhadores no período de um ano alegando que a empresa está no prejuízo. O Correio não está no prejuízo”, afirma o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Correios e Telégrafos do Acre (Sintect/Acre), Edson Pinheiro.

Segundo o sindicalista, uma auditoria está finalizando análise da saúde financeira dos Correios e o resultado deve ser divulgado em breve. A possível greve, de acordo com o sindicato, quer alertar contra a precarização nos serviços e a retirada de direitos dos trabalhadores.

“O que está faltando é gestão. Além dessa gestão dentro dos Correios hoje, estamos necessitando que os grupos políticos partidários deixem de influenciar dentro dos Correios e deixem de participar com essas indicações políticas”, finaliza Pinheiro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*