thumb economistamaria 1

O tão esperado 13º salário está chegando

*Maria Geralda Santos

O final do ano está aí, e com ele vem o tão esperado 13° salário. Também conhecido como gratificação de natal, o benefício existe desde 1965, e ajuda os trabalhadores a aliviar as contas e a se planejar para o próximo ano. O valor recebido se refere ao salário do mês anterior, e é ajustado proporcionalmente em 1/12 avos de fevereiro a novembro. A primeira parcela da bonificação deve ser paga até o dia 30 de novembro. Se o trabalhador estiver de férias neste período, deve solicitar, por escrito, o adiantamento da primeira parcela do 13° salário no mês de janeiro do ano correspondente.
As despesas extras típicas desta época também chegam com força total. Economistas recomendam, entretanto, que o 13° salário seja direcionado ao pagamento de dívidas. É altamente aconselhável que o dinheiro não seja gasto sem controle.
O que fazer
Pague as dívidas: os economistas são unânimes, para quem está endividada, a melhor destinação deste dinheiro é pagar as dívidas. Mesmo que não seja possível quitar todas elas, escolha primeiro as mais caras, como as de cheque especial, de financeiras e de créditos rotativos de cartões de loja e de crédito.
Lembre-se das despesas de janeiro: Se não tiver dívidas para pagar, ou se sobrou algum dinheiro, antes de sair gastando, é bom lembrar que depois de dezembro vem janeiro, o mês dos “IS”, janeiro é o mês dos impostos como o IPTU e o IPVA, também tem as despesas com as escolas (material escolar e uniformes) e também tem ihhh, não tenho mais dinheiro…
Uma outra opção também é adiantar prestações: Se mesmo fazendo uma reserva para as despesas de janeiro ainda assim sobrou algum dinheiro, uma boa providência seria adiantar algumas prestações pela qual está se pagando juros, pois de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o mesmo terá direito à redução proporcional dos juros e demais acréscimos.
Mas se, para você o céu estiver de brigadeiro – nenhuma dívida e dinheiro sobrando – não será a hora de começar a fazer um pé-de-meia? Segundo o Instituto Brasileiro de Certificação dos Planejadores Financeiros (IBCPF), 85% dos brasileiros não tem nenhuma reserva financeira.
Mas não deixe de reservar também um pouco do seu 13º salário para as alegrias da vida. Afinal, com as contas em ordem, dá para comemorar muito mais, não é mesmo?
Mesmo que seja pouco, é importante que a pessoa guarde uma parte do seu salário, para que não comprometa seu patrimônio em um momento de necessidade.

*Maria Geralda Santos é bacharel em Ciências Econômicas e pós-graduanda em Gestão Estratégica de Pessoas.

Deixe uma resposta