1209-cotidiano-haitianospraca

Organismo de Direitos Humanos denuncia fome entre imigrantes

 De Brasileia, eles vêm a pé e com fome.

A Iniciativa MAP (Direitos Humanos e Ambientais) revelou a atual situação dos haitianos que estão entrando por Assis Brasil. O aumento do fluxo foi retomado e não se sabe ainda exatamente o porquê.

Na quinta-feira, vários grupos de haitianos estavam vindo de Brasileia a pé. Eles saem em direção a Rio Branco pensando que a cidade fica perto da fronteira. Na verdade, fica a 220 quilômetros da Capital.

Sem falar português, com fome, cansados, eles “atacam” as pessoas sem nenhuma intenção de machucar ou agredir. É apenas para pedir comida.

Alguns não têm dinheiro nem para o ônibus e nem para o taxi. A única esperança é a estrada. Motoristas que tentam conceder carona correm risco de ser multados.
Os técnicos do Governo foram surpreendidos pelo aumento no fluxo de imigrantes. No abrigo em Rio Branco mais de 400 estavam alojados. A situação volta a ficar preocupante.

Deixe uma resposta