010319-acao-consciencia-carnaval

Carnaval: Ortopedistas orientam populares sobre cuidados

Médicos foram às ruas conscientizar população

Um grupo de médicos ortopedistas vai às ruas para orientar população sobre cuidados durante o carnaval. No Acre, o início das atividades aconteceu nesta sexta-feira, 1°, em frente ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), quando os ortopedistas distribuíram panfletos e orientaram os condutores.

A ação faz parte da campanha “Carnaval Sem Traumas”, idealizada pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e está sendo realizada durante a quina carnavalesca em todo País.

O objetivo é de orientar os condutores acrianos sobre o risco de usar o celular ao volante e os perigos de dirigir após o consumo de álcool.

A intenção, de acordo com o médico ortopedista, Vinícius Gressler, membro SBOT, é alertar sobre os riscos de usar o celular enquanto se dirige, chamar atenção para os perigos de dirigir após o consumo de álcool e, também, dar dicas de como evitar traumas no corpo durante a festa.

“Por conta da euforia vivida neste período, muitas vezes a responsabilidade no trânsito é colocada de lado, ainda que por pequenos instantes. Este ‘minuto da bobeira’ pode levar a um acidente grave, com vidas ceifadas ou sequelas permanentes, trazendo um sofrimento imensurável não apenas para as vítimas, mas também para todos os familiares destas”, disse o ortopedista.

O médico lembra que é de fundamental importância tomar alguns cuidados especiais durante a folia de Momo, evitando assim, traumas ortopédicos.

“Vale lembrar que durante o Carnaval, também aumenta a incidência de outros traumas ortopédicos, como trauma raquimedular (TRM) por mergulho em água rasa, lesões cortocontusas por agressão física, entorses (principalmente de joelho e tornozelo), acidentes com motos aquáticas, dentre outros. Portanto, caia na folia com responsabilidade e segurança”, alertou.

Vinícius Gressler revelou ainda que, de acordo com estudos, usar celular e dirigir, aumenta em até 400% o risco de acidentes e a ingestão de álcool antes de dirigir é responsável por 65% dos acidentes de trânsito.

Quase 90 mortes em 2018
Dados divulgados pelo Departamento de Trânsito do Acre (Detran-AC) apontam que 89 pessoas morreram em acidentes de trânsito no estado em 2018. O número é 15,5% maior que em 2017, quando foram registradas 77 vítimas fatais em acidentes.

O levantamento, de acordo com o Detran-AC, considera as vítimas fatais de acidentes de trânsito tanto em vias estaduais como federais do estado do Acre. Somente na capital, Rio Branco, foram registradas 42 mortes em acidentes de trânsito no ano passado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*