Pacientes denunciam falta de exames e medicamentos nas Urap’s

Falta de reagentes necessários para exames prejudica acompanhamento de mulher grávida

Pacientes denunciam falta de reagentes necessários para a realização de exames básicos e de medicamentos nas Unidades de Referência em Atenção Primárias (Urap) de Rio Branco.

Segundo informações fornecidas por pacientes, a prefeitura de Rio Branco ainda não comprou um número suficiente de reagentes que são utilizados principalmente para a realização de exames de rotina para mulheres grávidas.

A paciente, Luana Beatriz, de 26 anos, está grávida e precisou ficar mais de 30 dias sem realizar os exames de rotina para saber como anda a condição do bebe. A falta dos reagentes complica ainda mais a situação, já que a gravidez de Beatriz é considerada de risco, por conta do hipotireoidismo.

Luana ainda informou que o atendimento da Urap Augusto Hidalgo de Lima, é muito bom, mas o problema está na falta de mais reagentes. ”Eu perguntei para o pessoal responsável e eles falaram que a responsabilidade da prefeitura de comprar mais reagentes e não foi comprado”, explica Beatriz.

Já o seu João reclama sobre a falta de medicamentos nas Unidades de Saúde. Segundo ele, mesmo com as prescrições médicas não consegue pegar os medicamentos necessários.

 

Com informações da repórter Aline Rocha (Foto: Reprodução)

Deixe uma resposta