270617-cotidiano-manejonaomadeireiro-wwfbrasil

Pesquisadores e gestores discutem Manejo Florestal

Debate sobre política aplicada às áreas protegidas

O encontro é promovido pelo Programa de Conservação e Desenvolvimento nos Trópicos da Universidade da Flórida e pelas unidades da Embrapa do Acre e Rondônia, nestas terça e quarta (27 e 28), no centro de treinamento da Embrapa Acre.

Produtores, manejadores, sociedade civil, pesquisadores e instituições governamentais se reuniram para debater sobre o manejo florestal comunitário em áreas protegidas.

A ideia é discutir as melhores formas, tecnologias e experiências para um manejo sustentável, que não comprometa o meio ambiente e a cadeia produtiva.

“Buscar o melhor o caminho para gente conseguir construir uma cadeia produtiva do manejo madeireiro em áreas protegidas aqui no Estado”, disse Fernanda Fonseca, analista de pesquisa da Embrapa/AC.

A professora e pesquisadora da Universidade da Flórida, Karen Kainer, faz pesquisas no Acre em relação à castanheira. Ela acredita que medidas podem ser adotadas para o manejo da madeira e também o consumo da castanha, sem comprometer a espécie.

“Acho que poderia tirar com cuidado, poder explorar com cuidado, as árvores para madeireiras, mas tem que ser com cuidado e pesquisar se em longo prazo têm alguns impactos negativos”, ponderou.

O produtor Francisco de Melo, da reserva extrativista Chico Mendes, em Brasileia, participou do encontro. Sua comunidade possui 15 famílias que pretendem trabalhar com o projeto de manejo. Por isso, ele acompanha essa troca de experiências com outras lideranças.

“Nós estamos iniciando. A gente está (sic) ainda meio atrasado. A gente não sabe mais ou menos como que a gente vai trabalhar (sic). E esses dois dias serão muito bons, porque a gente vai tirar essa dúvida”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*