Banner voltaescola

Planejamento é palavra-chave para não acumular dívidas

É sempre importante fazer a velha pesquisa de preço

Lápis, borracha, caneta, mochila. Está chegando a hora de voltar para a sala de aula. Por causa da Copa do Mundo, o ano letivo vai começar mais cedo em 2014. Por causa disso, é grande o movimento nas papelarias de Rio Branco.

Mas na hora de ir às compras, é preciso ficar alerta. Principalmente com as listas de materiais oferecidas pelas escolas. Nada de levar itens de uso exclusivo do professor ou da instituição, como: giz, pincel para quadro branco, etc. Marcas também não podem ser exigidas. Tudo fica a critério do consumidor, que tem a decisão final. Caso contrário, procure o Procon.

E atenção: é sempre importante fazer aquela pesquisa de preço. Os valores podem variar, e muito, em alguns estabelecimentos. Nesta terça-feira, 7, Dilma comprou a mochila da neta. Depois de pechinchar, ela, além da qualidade, vai economizar.

“A gente pega a lista, vaiem cada local, anota o preço e depois temos que achar um denominador comum. Porque tem coisa mais caras em uma papelaria e outras mais baratas noutra”, explica a artesã.

Todo início de ano é sempre mais apertado.  Afinal, são inúmeras contas a pagar. É escola, documentação do veículo e os presentes do Natal. Porém, tudo isso poderia ser evitado, afirma o economista Carlos Estevão. Segundo ele, planejamento é a palavra-chave.

“É muito simples. Não é necessário nem o computador para fazer isso. Planejar é colocar no papel quanto ganha, quanto gasta e onde gasta. Só este simples hábito já melhora e evita muitos problemas. Principalmente neste período onde as despesas, geralmente, aumentam”, explica.

Deixe uma resposta