2609-cotidiano-nefrologia-secomacre

Por causa de medicação errada, homem é impedido de fazer transplante

Paciente avisou que não poderia tomar medicamento

Desde a última semana, a família de José Antônio dos Santos vive um drama. Há dois anos, o homem de 56 anos de idade realiza sessões de hemodiálise no setor de Nefrologia do Hospital das Clínicas.

Por recomendação médica, José Antônio não pode ser medicado com Vancomicina. Mesmo assim, ele recebeu doses da medicação no último sábado, 20. Como conseqüência, ele teve choque anafilático.

Além disso, José Antônio teve duas paradas cardíacas e um infarto. Em estado grave, ele foi levado para a UTI do HC. “Não foi fatalidade. Foi o erro de alguém que não leu o prontuário dele”, desabafou um dos filhos, Ozéias Barbosa dos Santos.

O homem que ficou entre a vida e a morte conseguiu se recuperar e foi transferido para uma das enfermarias do hospital. José Antônio estava com a cirurgia de transplante de rins agendada.

Porém, com a piora no quadro de saúde, o procedimento teve que ser cancelado. “Ele estava se preparando e cheio de esperança com a cirurgia. Agora, a gente não sabe mais de nada”, comentou.

A reportagem de agazeta.net entrou em contato com o superintendente do Hospital das Clínicas. Segundo Carlos Eduardo Alves, o procedimento dado a José Antônio foi “nomral”. E minimiza. “O caso está sendo investigado. Não é a primeira vez que isso acontece com o paciente”.

Deixe uma resposta