030118-cotidiano-combateadengue-tvgazeta

Prefeitura da Capital reforça prevenção à dengue

Objetivo é acabar com focos do Aedes aegpty

A Prefeitura de Rio Branco intensifica os trabalhos de prevenção à dengue. As ações dos agentes de saúde começaram ainda em dezembro, mas são reforçadas agora, no período das chuvas mais intensas. O objetivo é acabar com os focos do Aedes aegpty nos bairros com maior incidência do mosquito.

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Rio Branco, até dezembro de 2017, 312 casos da doença foram confirmados. Vale lembrar que o mosquito também transmite a febre chikungunya, que apresentou 26 casos confirmados e o zika vírus com oito pacientes.

Ainda de acordo com os dados oficiais, houve uma redução de 64% dos casos notificados de dengue na capital entre 2016 e 2017.

Nesta quarta-feira, o trabalho de prevenção ao mosquito transmissor da dengue iniciou no bairro Calafate e segue no Santa Helena, Vila Acre, Conjunto Aroeira e Abrahão Alab. “Nós temos dois tipos de infestação: aquele com caixa d’água destampada no nível de solo, que a gente tem uma ação de rotina nos domicílios e a de entulhos, que a Semsur faz a retirada, principalmente daqueles que podem acumular agua parada e limpa”, explicou o secretário de saúde de Rio Branco, Oteniel Almeida.

Todos os dias, homens da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Rio Branco (Semsur) realizam a retirada de entulhos, capina e roçagem de calçadas e terrenos baldios. Agentes de endemias continuam passando nas casas para realizar a ação de controle e prevenção aos criadouros.

A prefeitura alerta que os moradores não devem colocar os entulhos nas frentes das casas antes que sejam avisados. A ação inicial vai priorizar os locais mais críticos. “É importante nesse momento a gente conscientizar a população que aguarde, não faça o descarte do entulho antes de a equipe entrar no seu bairro, porque a gente vai fazer a orientação junto com a secretaria de Saúde”, pediu o secretário da Semsur, Kellynton Carvalho.

A professora Maiara Soares, moradora do bairro Abrahão Alab, conta que no local dezenas de pessoas já contraíram a dengue. “Aqui a maioria dos vizinhos já pegou a dengue, inclusive está com umas três semanas que a moça passou e disse que o foco de dengue aqui no Abraão Alab está muito forte, sempre foi. Eles falam que o foco da dengue aqui é forte e é pra gente ter bastante cuidado”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*