Prefeitura prepara Parque de Exposições para receber famílias

O rio encontra-se com 11 metros, se chegar a 14, atingirá várias famílias

A Prefeitura de Rio Branco levou para o Parque de Exposições, nesta quinta-feira, 23, uma equipe grande para fazer a limpeza da parte externa como também dos galpões, pois existe uma previsão que até o dia 01 de janeiro, o Rio Acre possa passar por um transbordamento. O rio encontra-se com 11 metros, se chegar a 14 metros, a cota de transbordamento atingirá várias famílias. O rio está subindo em média de 50 a 60 centímetros por dia. Então nos próximos dias ele pode chegar a cota de alerta e consequentemente a cota de transbordamento. 

No Parque de Exposições, os galpões comportam pelo menos quinhentas famílias. Para isso, primeiro é feita a limpeza do espaço externo, a roçagem, depois é feita a limpeza dos galpões e assim que o rio chegar a 12 metros eles começam a construir as instalações feitas de madeira e lona para receber as famílias. Dez escolas também estão sendo preparadas para receber todas essas pessoas. 

O prefeito Tião Bocalom, juntamente com o major Falcão, coordenador da Defesa Civil , visitaram o bairro Ayrton Senna, que é a primeira região a ser atingida quando com a cheia do rio Acre. Eles foram até onde fica a primeira casa que logo recebe as águas do rio em seu quintal, justamente para preparar o plano de retirada das famílias caso esse transbordamento ocorra. As escolas também vão ser preparadas agora já pra receber essas famílias porque precisa se respeitar a questão da pandemia. Não pode colocar muita gente na escola como também não pode suportar o Parque de Exposições. 

“Nossa defesa civil, através do Major Falcão no comando, está muito preocupado porque o plano de contingência já está fechado. Ontem foi feita uma grande reunião com todos os secretários para poder definir o trabalho de cada um. Nós já estamos preparados pra poder retirar as famílias para poder dar condições melhores para essas famílias, pra que elas não sofram tanto porque o sofrimento é muito grande e todo ano “cê” saber que alaga, o sofrimento é grande e aqui nós estamos diante da primeira casa que alaga”, afirmou o prefeito.

O major Falcão está à frente de todo esse trabalho de limpeza do Parque de Exposições e para retirada das famílias e segundo ele, o sinal de alerta está ligado, então até o dia 1° há uma possível chegar a possível cota de transbordamento e aí se faz necessário agora que todo esse trabalho, todo esse planejamento que foi feito anteriormente que ele funcione para retirada das famílias para que elas não fiquem nos prejuízos e para que elas tenham um local onde possam ficar principalmente com as crianças.

“O estado de alerta já estava ligado, nós tínhamos previsões, a gente vem falando isso e alerta na comunidade e às secretarias há bastante tempo. Agora se agravou. Haja vista a quantidade de chuvas que tem acontecido especialmente no mês de dezembro e também em outros municípios que ocorrem. Então a partir de agora são ações efetivas da prefeitura municipal de Rio Branco com a Defesa Civil e Secretarias para poder fazer frente ao seu apoio e a resposta para esse iminente desastre natural. Pode ocorrer sim [um transbordamento antes do dia 1], nós não descartamos, haja vista a quantidade de chuva e também o aumento do nível do rio diariamente. Nós estamos com uma média de 50 centímetros diários. Então, nós ainda temos um certo tempo até o final do ano, somados isso e não melhorar essa questão climática e infelizmente nós podemos ter uma cota de alerta, uma cota de transbordamento ainda dentro do mês de dezembro”, concluiu o major.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*