thumb merenda2

Prefeitura quer regionalizar merenda escolar

Lei deve ser votada esta semana pela Câmara

Uma lei do Executivo, que será votada esta semana na Câmara de Vereadores de Rio Branco determina que se dê prioridade nas compras de produto local para a preparação da merenda escolar.  

A prefeitura ainda comemora o Prêmio Gestor Eficiente, conquistado graças à organização e administração com a merenda escolar, e se prepara para avançar ainda mais nesse conceito. Uma lei do Executivo enviada à Câmara prevê que a antes de comprar os produtos para a merenda, o setor de licitação deve observar se existe no mercado local, para que a compra seja efetuada com que se produz na região. Atualmente 35% do que é usado na merenda escolar, é comprado diretamente da agricultura familiar. A lei vai incentivar para que esse percentual seja bem maior.

A prefeitura gastou no ano passado R$ 5,8 milhões nas compras da merenda escolar. Desse montante R$ 4 milhões foram recursos próprios e o restante repassado pelo governo federal. Para o prefeito Marcus Alexandre um investimento maior na compra local vai incentivar mais o mercado e garante produtos naturais na merenda dos estudantes.

Deixe uma resposta