thumb presidioCruzeiro

Presídio de Cruzeiro do Sul registra 13 casos de leptospirose

A unidade passou por limpeza, dedetização e desratização

Nos últimos quatro meses, 13 presidiários de Cruzeiro do Sul foram infectados com leptospirose dentro do Presídio Manoel Nery da Silva. O laudo foi confirmado pela gerencia da Vigilância Epidemiológica Municipal de Saúde após a constante apresentação dos mesmos sintomas pelos presos. A doença transmitida pela urina do rato fazia as vitimas infectadas sentirem dores no corpo, na cabeça e dormência nas pernas.

O caso mais recente é de um presidiário que foi internado no Hospital do Juruá e teve alta há uma semana.Duas mortes ocorridas em outubro e novembro de 2013 dentro da unidade ainda estão sendo investigadas segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Das duas mortes apenas uma foi causada por leptospirose, a outra ainda está sendo investigado os motivos. A análise esta sendo realizada no Instituto Carlos Chagas em Belém do Pará.

Devido aos casos confirmados de leptospirose no presídio, a direção foi orientada a realizar  limpeza, dedetização e desratização da unidade . A gerente da Vigilância Epidemiológica sugeriu que como forma de prevenção sejam realizados exames também nos presidiários que ainda não apresentaram o sintoma, devido o grande período de incubação da doença.

Deixe uma resposta