140817-cotidiano-prfcezar-tvgazeta

PRF assegura que não haverá desabastecimento

“A travessia do Madeira normalizou”, diz superintendente

A Polícia Rodoviária Federal descarta desabastecimento no Acre. “A travessia normalizou. Nós podemos garantir que não teremos problemas de desabastecimento”, afirmou o inspetor e superintendente da PRF/AC, Cézar Henrique.

No pátio da Suframa, não para de chegar caminhões com cargas. Sinal de que a demora diminuiu. Esse caminhoneiro confirma que duas balsas transportam veículos de carga e, em uma terceira balsas, veículos de passeio e ônibus.

“Em 24 horas, o nível das águas do Rio Madeira baixou sete centímetros e a previsão para os próximos 45 dias é de pouca chuva, não teremos chuvas significativas a ponto de mudar esse quadro”, afirmou o major Cláudio Falcão do

Corpo de Bombeiros

A fila de veículos nas duas margens do rio madeira, na região do abunã, chegou há mais de 10 quilômetros. A espera para atravessar pela balsa ultrapassou 36 horas. O risco de desabastecimento no Acre ficou mais evidente.

O nível das águas baixou devido à estiagem. Na semana passada, a administração da empresa informou à Polícia Rodoviária Federal do Acre que iria aumentar o número de balsas e um novo atracador seria construído, para mudar a rota da travessia por um caminho mais profundo, com menos bancos de areia.

Diante disso, desde o dia 10, a situação começou a ser normalizada. Até uma draga está sendo utilizada para aumentar o leito do rio. Esse percurso durava cerca de quatro horas. Agora, é realizado em 30 minutos.

Governo de Rondônia decreta situação de emergência

O governador de Rondônia, Confúncio Moura, assinou o inédito decreto formalizando situação de emergência na Ponta do Abunã, por causa da seca do Rio Madeira.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*