Banner Ufacgreve

Greve: professores da Ufac podem paralisar atividades

De sala em sala, o chamado é fortalecer o movimento

O comando de greve dos servidores técnicos da Ufac decidiu percorrer o campus nesta terça-feira, 18. De sala em sala, o chamado era o mesmo: fortalecer o movimento.

“Nós estamos fazendo um arrastão comunicando aos servidores que a Ufac está em greve e também convidando para assembléia geral na quinta-feira para que possamos fazer uma avaliação preliminar”, destacou o representante do SIntest, Aldemar Sena.

Na última segunda-feira, 17, funcionários de várias universidades federais decidiram paralisar as atividades durante assembleia geral. Acordos firmados na última greve, há dois anos, ainda não foram cumpridos.

Mais uma categoria pode fortalecer o movimento. Nesta quarta-feira, 18, os professores da universidade também se reúnem para decidir se entram em greve por tempo indeterminado. “Não temos nenhuma decisão se entraremos em greve, mas a partir de amanhã nossa associação começa a debater este tema”, argumentou o tesoureiro da Adufac, Edi Carlos.

A última paralisação, em 2012, durou quase cem dias. Uma das maiores greves dos últimos anos.

Deixe uma resposta