Profissionais da educação protestam por abono salarial em frente à Casa Civil

Trabalhadores reivindicam dinheiro que foi destinado somente aos professores, gestores e diretores

Na manhã desta quarta-feira, 24, os servidores da educação se reuniram, em uma manifestação pacífica, em frente à Casa Civil, fechando a Avenida Brasil, no Centro. Eles pedem a mesma valorização salarial oferecida pelo governador Gladson Cameli aos professores da rede municipal, anunciada nesta terça-feira, 23, no valor de R$16,6 mil para cada servidor.

Com frases de efeito como “a escola começa no portão” e “escola não funciona só com professor”, os profissionais reafirmam que seus direitos estão previstos pelo artigo 61 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), que afirma “consideram-se profissionais da educação escolar básica os que, nela estando em efetivo exercício e tendo sido formados em cursos reconhecidos”.

Uma comissão de servidores foi recebida pelo Governo do Acre na Casa Civil para abordar sobre as reivindicações dos profissionais. Até o fechamento da matéria nenhuma informação sobre a situação do pagamento desses funcionários havia sido repassada.

#abonosalarialparatodos: protestam servidores da educação – Foto: Nicoly Moreira
Servidores da educação fecham Avenida Brasil, no Centro, em manifestação pacifica – Foto: Nicoly Moreira

Deixe uma resposta