220617-cotidiano-cadeirantehabilitado-tvgazeta

Raimundo: o primeiro instrutor cadeirante do Acre

“Minha intenção é colaborar com as pessoas”

Assim como o sobrenome que tem, Raimundo é firme como uma Rocha. Há 16 anos, ele sofreu um assalto e o tiro atingiu a medula. O jovem, na época com 21 anos, foi para a cadeira de rodas.

Mas, a vida não parou por aí. Ele trabalha como auxiliar administrativo na escola municipal Luis de Carvalho Fontenele e recentemente foi aprovado em concurso público do estado.

Enquanto o resultado do certame não saía, ele participava de um curso de formação para o trânsito. Isso mesmo! As atividades encerraram esta semana e Francisco se tornou o primeiro instrutor de trânsito para cadeirantes do Acre.

“Além de obter conhecimento, a minha intenção é contribuir e colaborar com as pessoas que tem alguma deficiência como eu, que enfrenta dificuldade, a gente sabe que não é fácil tirar habilitação quando se trata de pessoa com deficiência, o custo é muito alto. Pra mim foi um desafio a princípio, mas o objetivo principal é estar colaborando com essas pessoas”, disse.

Segundo o diretor do Detran, o objetivo de viabilizar o curso de formação de instrutor de trânsito para cadeirantes é de humanizar o atendimento para pessoas com deficiência.

“Tivemos a ideia de propiciar o treinamento de um cadeirante para que ele possa nos auxiliar em fazer o acolhimento e acompanhar a cada momento que houver necessidade de fazer um exame prático, de um cadeirante, que ele esteja junto como forma de facilitar a comunicação por que o nosso pessoal, a rigor, não tem aquele treinamento específico, não vivencia no dia a dia essa situação. Então nós entendemos que dessa maneira vamos poder prestar um serviço melhor para esse público especificamente”, afirmou o diretor do Detran, Pedro Longo.

Em abril deste ano, o Detran recebeu doação de um carro adaptado para pessoas com deficiência e ele foi entregue ao sindicato das autoescolas, que agora é responsável por agendar a utilização do veículo. Essa medida reduziu os custos da retirada da habilitação para esse público.

Agora, além do veículo, as futuros condutores com algum tipo de deficiência vão contar com o Raimundo que será contratado pelo Detran para auxiliar nos exames práticos.

“Pra mim vai ser um prazer ensinar o que eu aprendi, será com responsabilidade e ensinar como se dirige usando a educação. Vai ser um desafio, mas com certeza a gente vai fazer da melhor forma possível para as pessoas com deficiência possa estar realizando o sonho de tirar habilitação”, comentou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*