160817-cotidiano-prescadorrioacreseco-tvgazeta

Rio Acre seco piora sustento dos ribeirinhos

Pescadores artesanais: até 7 horas para pegar 4 Kg

No início da semana, o nível do Rio Acre estava em 1,60m. Um dia depois, ele subiu 7 centímetros devido às chuvas na cabeceira do manancial. Mesmo assim, o patamar é preocupante porque a previsão é de estiagem até o próximo mês.

Em alguns pontos, a profundidade do Rio Acre guarda surpresas: há locais em que a profundidade é maior. No último final de semana, um garoto que se banhava no rio acabou se afogando. Ele caiu em um ponto mais profundo e morreu.

Ao longo do rio, balseiros é o que se vê. O tronco de árvore gigante revela a proporção da seca. Mesmo em período de piracema, alguns pescadores se arriscam. Mas, o rio não está pra peixe. Edivando Pereira estava no rio há mais de 7 horas e não pegou mais de 4 Kg.

As redes puxam apenas folhas. Mesmo quem vai para passar o tempo, apenas com linha, reclama da falta de peixe.

O verde às margens do rio colore um pouco mais o ambiente cinza da seca. São os roçados de milho, macaxeira e melancia, plantados pelos ribeirinhos.

Mas, na semana em que se comemorou o dia de combate à poluição, uma cena lamentável. O Rio Acre, que já agoniza, recebe o esgoto sem o mínimo tratamento da cidade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*