0910-cotidiano-reinaldodomingos-divulgacao

Saiba como economizar no Dia das Crianças

Reinaldo é especialista em Educação Financeira

Reinaldo Domingos é educador e terapeuta financeiro, presidente da DSOP Educação Financeira, Abefin e Editora DSOP, autor do best-seller Terapia Financeira, dos lançamentos Papo Empreendedor e Sabedoria Financeira, entre outras obras.

Ele apresenta dicas de como satisfazer o desejo das crianças, sem comprometer o orçamento e, melhor, sem fazer com que a educação financeira da criança seja comprometida.

O que interessa é a satisfação da criança e a manutenção da ideia de que é possível ter prazer sem comprometer poupança e economias pessoais. Veja as dicas:

1) É preciso, antes de sair comprando presentes para o Dia da Crianças, respeitar o padrão de vida da família, agregar este momento de presentear a criança a real necessidade da mesma.

2) Procure presentear a criança com produtos que ela realmente deseja e que agregue valor. Cuidado com os presentes que necessitam de manutenção, como é o caso de pilhas, baterias, filmes, atualizações. Algumas vezes a manutenção custará mais que o próprio presente.

3) Saiba tudo sobre o produto que irá adquirir, sua descrição correta é um dos requisitos importantes na hora de pesquisar preços. Primeiro pesquisar na Internet, depois em pelo menos três lojas presenciais, lembrando que é preciso ter tempo e paciência na hora da compra.

4) Ao entrar em uma loja para comprar é preciso perguntar pelo nome do vendedor e gerente, ser cordial, alegre, procurar elogiar aquela loja e o vendedor. Todos gostam de ser elogiados e com isso a possibilidade de descontos são maiores.

5) Junto com o presente da criança, procure também dar materiais relacionados com a educação financeira, é importante que a criança adquira esses conhecimentos.

6) Tenha certeza que ao comprar o presente não faltará dinheiro para suas verdadeiras necessidades, como educação, saúde, qualidade de vida. Reflita sobre isso!

7) As crianças e jovens são estimulados ao consumo cada vez mais cedo e, logo percebem o poder do dinheiro na hora de comprar as coisas, o ideal é conscientizá-los, já a partir dos três anos de idade, sobre como usar o dinheiro com responsabilidade e a Dia das Crianças é a melhor data para isso, pois, a criança sabe que é o pai que está dando o presente e assim a conversa pode ser mais aberta;

8) A abordagem deve ser de forma lúdica e com foco na realização de sonhos e não no consumo em si, para que a aquisição de um bem tenha significado e aconteça por meio de reflexão, entre outros aspectos;

9) Evite se endividar para comprar presentes, busque opções dentro de sua realidade, lembrando que parcelamento também é uma forma de dívida. Se for inevitável, tenha certeza de que cabe no orçamento;

10) Comece a poupar desde já para comprar os presentes que pretende dar em outras datas comemorativas, o grande problema das famílias é a falta de planejamento.

11) Use cofrinhos com o nome de cada objeto de desejo da criança. Mostre que é preciso guardar dinheiro por um temo e que, dependendo do custo de cada desejo, tem de guardar mais ou menos dinheiro, durante um tempo maior ou menor.

12) Com as crianças maiores, procure negociar, sem nunca desmerecer o sonho deles. Faça perceberem que sonhar é saudável, mas nada cai do céu.

Com estas orientações apresentadas só me resta desejar um feliz Dia das Crianças com muita saúde física, espiritual e, logicamente, financeira.

Deixe uma resposta