Banner Capixaba317

Sem terra fecham BR-317 contra despejo em Capixaba

Na manhã desta quarta-feira, manifestantes ocuparam Aleac

A área de conflito está localizada às margens da BR-317, no município de Capixaba. Cerca de 100 famílias de sem terra vivem no local.

Nesta terça-feira, 29, eles fizeram um protesto contra a ação de  despejo que seria executada. Durante várias horas, a BR-317 foi interditada, até que a retirada das famílias da área invadida foi suspensa.

A terra em questão foi adquirida pelo Incra há cerca de três anos, para fins de reforma agrária. Depois da invasão, o órgão entrou na Justiça pedindo a reintegração de posse. Nesta quarta-feira, 30, os sem-terra foram até a Assembleia Legislativa em busca de ajuda dos deputados, para não serem expulsos do local.

“ Eles não fazem a reforma agrária, e agora estão lá destruindo plantações e derrubando casas de trabalhadores, lá tem idosos, tem deficientes, são pessoas que não tem para onde ir, então estamos fazendo um apelo para que não destruam a dignidade dessas pessoas”, declara José Janes, vice-presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil, que acompanha a situação.

Ainda segundo os sem terra, apesar de pedir a reintegração de posse do terreno na Justiça, o Incra está permitindo a ação de madeireiros ilegais, que entram no terreno para desmatar as áreas de floresta sem nenhuma fiscalização. Essa denúncia também foi feita aos deputados.  

Nesta quarta-feira, uma comissão de deputados ouviu os relatos a respeito da situação e solicitou que o caso seja acompanhado pela comissão de Legislação Agrária da Assembleia, que vai cobrar do Incra uma solução para o problema.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*