Thumb-lixões

Sena Madureira começa construção de aterro sanitário

Local terá capacidade para receber até 48 toneladas por dia 

Dos 22 municípios do Acre apenas dois fazem a destinação correta do lixo, Rio Branco e Senador Guiomard. O restante corre contra o tempo para cumprir a lei federal para construir o aterro sanitário até 2014. Em Sena Madureira, o prefeito Mano Rufino pretende desativar o atual lixão na entrada da cidade e dar início às obras de um novo aterro sanitário, com todas as normas técnicas exigidas.
Ontem (15) em encontro com o governador Tião Viana, na Casa Civil, o prefeito pediu apoio do governo. “Queremos aumentar a qualidade de vida da nossa população e cumprir com as normas nacionais de meio ambiente. Para isso contamos muito com o apoio do governador Tião Viana”, conta o prefeito Mano Rufino.
Como solução temporária, o governador sugeriu que o lixo produzido em Sena Madeireira fosse enviado à Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos de Rio Branco.
Sena Madureira deve produzi atualmente 35 toneladas de lixo por dia. O novo aterro sanitário terá capacidade para receber até 48 toneladas por dia durante 20 anos. A nova área será mais distante da zona urbana da cidade e terá camada impermeabilizante e lagoas de circulação de chorume, como é exigido, além de uma equipe de coleta seletiva para reciclagem em parceria com cooperativas locais.
O projeto do aterro sanitário irá agora para apreciação do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), que dentro de 15 dias deve apresentar o resultado final. Em seguida, o prefeito, com o apoio do governo do Estado, irá atrás de recursos federais para o projeto, orçado em R$ 4,5 milhões.

*Com informações da AN do Acre

Deixe uma resposta