Servidor do Samu está internado em Rio Branco e família pede ajuda

Socorrista que teve moto e salário furtados no último mês, vai precisar ser afastado para tratamento

Por Ycla Araújo

No início do mês de abril, o socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAamu), Adilberto, conhecido como Irmazão, teve a motocicleta, que era emprestada, e o salário furtados por criminosos. A motocicleta foi encontrada pela polícia dias depois, porém, Adilberto não recuperou o dinheiro.

Na sexta-feira, 20, ele deu entrada no Pronto-Socorro de Rio Branco com uma doença grave, e se encontra internado no local. De acordo com a família, Adilberto terá que ficar afastado do serviço de socorrista por aproximadamente seis meses para tratamento.

O servidor trabalha no Samu há 8 anos, e recentemente, durante um acidente envolvendo duas motocicletas na Av. Getúlio Vargas, acidente este em que o governador do Estado Gladson Cameli prestou ajuda aos envolvidos; Adilberto foi o socorrista que prestou os procedimentos necessários às vítimas.

A família pede ajuda de amigos e populares, para as despesas de tratamentos e outras necessárias. O pouco de cada um fará uma grande diferença na vida deste homem, que por dias, noites e madrugadas esteve à disposição da sociedade como socorrista do Samu.

Com informações de Aline Rocha

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*