“Sextou” ficará mais caro após aumento da cerveja começar a valer nesta sexta-feira

Percentual exato não foi divulgado ainda, mas especula-se que fique entre 6% e 10%

A Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) anunciou o aumento da cerveja nesta sexta-feira (1°), o percentual exato não foi divulgado ainda, mas especula-se que fique entre 6% e 10% o novo valor que será vendido nas distribuidoras.

Em algumas distribuidoras a notícia até que não causou muito espanto. Um exemplo é a empresa do Cloves Malveira, que está há mais de 13 anos nesse segmento, e já se acostumou com os reajustes do produto. Além de estar otimista, acredita que, no caso da cerveja, mesmo com aumento, as vendas não serão comprometidas.

“O aumento sempre vai acontecer, não tem jeito, a gente já vem acompanhando esse processo há anos aqui na distribuidora, e cada vez que aumenta o preço ao consumidor ele reage no momento, mas depois já deixa pra lá”, afirmou o empresário.

Segundo a pesquisa realizada pela Associação Nacional de Restaurantes (ANR), o qual foram entrevistados empresários, 62% deles não recuperou o faturamento pré-pandemia. Além disso, 55% assumiram que estão endividados, e 78% devem para bancos.

Na prática, o consumidor não pretende tirar a cerveja do fim de semana da lista de prioridades. Apesar de o preço pesar no bolso, ele continuará comprando. “Acabou com a raça do acreano, porque a gente não vive sem ela, tem que tirar pelo menos “cinquentinha” pra gente tomar umas ou duas”, concluiu a autônoma, Atiane Nascimento.

 

Com informações da Débora Ribeiro 

Deixe uma resposta